terça-feira, 26 de janeiro de 2016

FINALMENTE ENCONTRADA

Sabem o que é procurar em todas as gavetas de casa, mesmo aquelas que nem sequer faz sentido, determinada peça de roupa, mesmo tendo quase a certeza que a dita peça não está na nossa casa?
Pois bem, foi o que me aconteceu, tarde de sábado e domingo à procura de uma toalha.
Mas eu conto.
Tenho uma toalha de mãos muito antiga bordada a Madeira e que pertenceu ao enxoval da minha avó materna. A dita toalha passou para a minha Mãe aquando do baptizado do meu irmão. Anos mais tarde foi-me dada para o baptizado da minha filha e mais tarde serviu para o baptizado da minha neta mais velha. Até aqui nada de especial.
Acontece que a madrinha da minha neta fez questão que ela usasse o seu próprio vestido de baptismo, um vestido com mais de 30 anos muito bonito e bordado a Madeira (ela é madeirense) .Esse vestido já tinha sido usado por várias crianças e tinha o nome de todas bordado assim como a data do baptizado. Depois do baptizado e numa ida à Madeira o vestido foi levado também para ser bordado o nome da minha neta. Aí achamos que uma vez que a toalha já tinha sido usado por diversas crianças da família seria bonito também mandar bordar os nomes e assim foi.
Passados oito anos e como a mais nova em breve vai ser baptizada a filha pede-me a toalha. Disse-lhe logo que não a tinha, que não a tinha trazido cá para casa. Filha procura  em tudo quanto é sítio. Que não, que tinha de estar cá em casa. Eu, que não, mas às tantas já duvidava. Tinha quase a certeza pois volta e meia dou uma volta às gavetas e armários de roupa e até já me tinha lembrado da toalha, uma vez que tenho outra parecida esta do enxoval da minha Mãe. Claro que não encontrei nada. Depois tentei lembrar-me e de facto não me lembrava de ter visto a toalha depois de bordada. Entretanto a filha falou com a Mãe da madrinha que confirmou que e toalha tinha vindo de volta depois de bordada. A madrinha também procurou na casa dela e acabou por a encontrar ontem à noite.Trouxe-a do Funchal e depois nem ela nem a minha filha voltaram a lembrar-se da toalha. 
Nem queiram saber o stress. Toalhas há muitas mas esta tem um valor sentimental. Agora pequena A. já pode usar toalha da família no seu baptizado.

4 comentários:

Crocheteando...momentos! disse...

Ainda bem que tal relíquia foi encontrada e por certo um gosto poder usá_la! Bj amigo

Ana Maria Braga disse...

Ah, que alivio!! Uma peça assim, tão antiga, tem mais que ser preservada com unhas e dentes.
Adoro peças ou roupas antigas bem cuidadas.
Recebi seu email hj a tarde. Adorando as dicas.
Bjs, Montana.

O meu pensamento viaja disse...

Ainda bem! Situacoes dessa são de enlouquecer. Já me aconteceu mais que uma vez.
A ideia de bordar os nomes e as datas é mesmo gira.
Beijinhos

Liliane de Paula disse...

É toalha de que?
É tipo manta para usar em cima de alguma roupa?
Tem uma história interessante.