quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

FELIZ 2009


2009

De um modo geral 2oo8 foi um Bom Ano.
Eu sei que ás vezes me queixo, digo que estou
farta de tudo, que a minha vida é uma m.....
bla,bla,bla, mas olhando para trás não posso
nem quero ser mal agradecida e só tenho de
agradecer e sentir-me muito feliz por tudo
aquilo que recebi. Se o Novo Ano que está
prestes a chegar for igual já me dou por muito
feliz.
A pedir peço: saúde e trabalho.
Que o S. e a S. continuem bem e felizes ,também
com saúde e trabalho.
Que a P. continue com a carinha de bébé/criança
feliz. E também muita saúde.
Tal como este ano gostava de ir uns diazitos
ao Porto Santo e Funchal.
Gostava de comprar um apartamentozito em
Porto Santo para substituir a casa que foi minha
até á pouco tempo.
Gostava de poder controlar melhor a minha
diabetes.
E pronto se receber isto só tenho de sentir-me
muito grata.

O melhor de 2oo8: O Baptizado da P.
A festinha do seu 1º aninho.
Vê-la crescer com saúde.
Termos todos saúde, Claro que temos problemas
nesse campo mas se formos conseguindo controlar
já é muito bom.
As minhas idas ao Porto Santo/Funchal também
foram coisas boas.
E agora só me resta desejar a todos um FELIZ 2009

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

O NATAL

O Natal foi passado em Lisboa em casa da S.
Desta vez só os 5 no sossego do lar.
Jantamos cedo e depois começamos a distribuir
as prendinhas cedo, por causa da P. que é ainda
muito pequenina e não deve ficar acordada até
tarde. De todos os modos quando vimos as horas
já passava da 1h da manhã. E a miúda toda esperta
a andar de um lado para outro.Está tão gira a minha
neta. Já diz uma data de palavras, mas a mais engra-
çada é o "ta quente" isto em relação á comida. Quando
não quer a comida diz logo "ta quente".
Foi bonito ver a carinha dela toda contente conforme
ia abrindo as prendas. A S. pediu para não lhe dar-mos
muitos brinquedos e eu até "obedeci" comprando apenas
1 brinquedo e dando-lhe umas roupinhas muito giras mas
entre todos (familia e amigos) acabou por receber uma data
de coisas. Ela gosta muito de bébés, carrinhos de bébés, e
parece-me que também vai gostar muito de livros que
chama "toias".
O resto da familia também recebeu presentes.
Eu adorei os meus.
Obrigada ao meu/minha Pai/Mãe Natal.

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

DE NOVO

E de novo o despertador programado
para as 7h da matina. Não me apetece
mesmo nada.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

domingo, 21 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL


PARA TODOS UM FELIZ NATAL.

21 de DEZEMBRO

1ºdia de Inverno.
Dia mais pequeno do ano.

MAIS FUNCHAL

O Funchal está lindo.
Flores por todos os lados. As de Natal e as
outras, tipo estrelicias, orquideas e anturios.
Acho que nunca tinha visto tantas flores juntas.
A iluminação um encanto. Luzes e mais luzes de
todas as cores e feitios. VÃO VER AS LUZINHAS?
Era o que toda a gente nos perguntava. No fim já
nos riamos pois a pergunta já era a esperada.
Já havia animação pelas ruas, mas parece que esta
semana é que começa a sério. De todos os modos
já se respirava Natal.
Gostei de tudo.
De passear pela cidade, de ir ver o mercado de ver
"as luzinhas".
Gostei do almoço dos anos do meu tio.
Gostei de estar com meu irmão.
Adorei a companhia que levei daqui.
Gostei de resdescobrir o Funchal com a S.
A P. é que é ainda muito pequenina para apreciar
tudo aquilo. Mas outras idas até lá virão.
O tempo ajudou. Sol e temperatura amena.
A verdade é que sinto mesmo a falta de tudo aquilo.
É lá que me sinto em casa.
Solução: tentar ir mais vezes ao Funchal e Porto Santo.
Gostava de ter ficado para a Noite do Mercado mas é
mesmo muito perto do Natal e há o risco de poder ficar
lá retida (tipo greve, mau tempo) e passar o Natal longe
dos meus não arrisco.

FUNCHAL






















quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

FUNCHAL







Ai vou eu.

"CABRINHAS"


Desconheço o verdadeiro nome desta pequena

planta. No Porto Santo encontra-se na zona

Norte da ilha e na época de Natal é muito pro-

curada para enfeitar as Lapinhas (Presépios).

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

8 DE DEZEMBRO


Dia dedicado a Nossa Senhora da Conceição.

Antigo dia da Mãe.

Começa o Natal.

E por isso cá em casa já tenho árvore de Natal.

Presépio (pequenino) mas este ano com

direito a Menino Jesus grande (herança da

Minha Mãe).

E o almoço de hoje foi tipicamente madeirense ....

domingo, 7 de dezembro de 2008

APETECEU-ME SER MALCRIADA

E não fui.
No supermercado uma Senhora a olhar
para as cerejas e com uma cara muito
triste: -Estão tão caras!
Estavam carissimas a 13.9o Euros o Kg.
A conversa era para mim, só que nem dei
resposta. A minha cara disse tudo.
Se ela se estivesse a lamentar do custo do pão,
do leite ou mesmo maçãs ou bananas eu até
podia ser simpática e dizer que sim, que está
tudo muito caro e que o dinheiro não dá para
nada.
Agora cerejas, compra quem pode ou quem quer.
Eu a esse preço de certeza que não as compro.
Aliás gosto da fruta própria da época. Adoro uvas
e só as compro no verão. Cada fruta tem o seu tempo
certo e só assim é que me sabe bem.

LUXO

Tomar o pequeno almoço ás 1o Horas da Manhã.
Ficar a preguiçar e a ver Televisão.
Não fazer almoço.
Almoçar Piza.
Sobremesa: Bolo de Mel Da Madeira.
Montar a Árvore de Natal.
E não fazer mais nada.
ESTOU DE FÉRIAS

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

"A FESTA"

Na Madeira/Porto Santo quando se diz "vem para
a Festa" quer dizer vem no Natal. "É para a Festa"
quer dizer que é para o Natal. Agora talvez não tanto
mas á vinte, trinta anos atrás a palavra FESTA era
igual a Natal.
Então lá a FESTA começava no dia 8 de Dezembro, que
também era o Dia da Mãe. No Funchal era o dia oficial
para a inauguração das iluminações natalicias e também
para o comércio enfeitar as suas montras com decorações
de Natal.
No campo tratava-se da matança do porco.
Depois era tratar de amassar os bolos de mel, tratar de
preparar as casas para estar tudo preparado para os
grandes dias.
Pelo dia 16 ,dia em que começam as missas do parto (são
missas ditas de madrugada, pelas 5 H da manhã) e que
têmuma grande tradição na cultura madeirense é altu-
ra de semear as cearinhas para depois enfeitar a Lapi-
nha (Presépio). Também era a altura de encomendar /
comprar as "cabrinhas" para também enfeitarem a
Lapinha.
Depois era combinar o dia em que ia ser cozido o pão
no forno de lenha, os bolos de mel, as broas e os bolos
doces. Entretanto a carne de porco é preparada no vi-
nho e alhos para depois na manhã do dia 25 se fazer
a tão afamada (para os madeirenses) carne frita acom-
panhada com pão também ele frito.
Finalmente a Festa começava a 24 depois da missa do
galo e prolongava-se até ao dia de Reis.
Hoje já não é bem igual , as iluminações natalicias
começam mais cedo, o comércio ainda em Novembro
ornamenta as suas montras com o tema Natal, a
maioria das pessoas já não coze o pão no forno a
lenha, os bolos de mel e as broas compram-se nos
supermercados, a árvore de natal na maioria das
casas substitui a lapinha.
Agora há a noite do mercado para as pessoas faze-
rem as suas compras e há muito mais animação
nas ruas.
De todos os modos ainda é uma época vivida
com muito entusiasmo pelos madeirenses e
apesar das diferenças ainda tentam manter as
tradições.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

NEVE




Lá para as serras está tudo assim.

1 DE DEZEMBRO


1º dia do mês do Natal.