quarta-feira, 18 de julho de 2018

FÉRIAS

E a partir de hoje estou oficialmente em férias grandes.
Família reunida.
Agora é aproveitar muito bem todos os bocadinhos.

terça-feira, 17 de julho de 2018

CALOR

Hoje sim, já se sente o calor tão típico do sul. E as saudades que eu tinha deste vento quente.
Oxalá seja para durar que um verão sem calor não é verão.
Mas a água do mar continua geladinha.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

HOJE NÃO ESTÁ FÁCIL

Aparentemente está tudo igual mas a angústia que sinto é mais do que muita. Os últimos meses não têm sido fáceis e há dias que a pessoa acaba por "ir abaixo".
Já saí, precisava de levantar dinheiro  mas a caixa multibanco estava vazia. Como estava no hipermercado começado por C acabei por fazer umas comprinhas que faziam falta. Depois para me animar foi  ao bar/restaurante e pedi um café e um pastel de nata. Já me tinha esquecido da porcaria de gordura que os danados trazem. Resultado tirei 2 colheres de café do creme e o resto ficou lá.
Vim para casa. À porta encontrei o maluco do meu vizinho que cada vez que me vê sai com uma pérola qual delas a mais oportuna. Hoje foi: "Não me diga que ele ainda está vivo". Disse-lhe que estava tudo bem e desculpei-me com os sacos de compras para entrar no prédio antes que o mandasse para um certo sítio. O que me vale é que raramente vejo o homem. Vivemos no mesmo prédio mas em blocos diferentes.
E agora estou para aqui .....



quarta-feira, 11 de julho de 2018

COISAS QUE EU SEI MAS QUE INSISTO EM REPETIR

Na praia para ler só mesmo revistas. Mas todos os anos insisto em carregar um livro  que nem duas páginas consigo ler.
Porque tudo me distrai. A praia ainda está relativamente calma e estando na zona de toldos, com vizinhos de todos os anos e ainda sem as netas poderia ter umas horitas de agradável leitura. Mas não, eu simplesmente não consigo concentrar-me. Ele é um barco à vela lá muito ao longe, ele é um iate todo janota bem mais perto, ele é uma gaivota, ele é o rapaz das bolas de Berlim, até as ondas ao chegarem à areia são motivos para eu olhar em vez de ler.
Assim sendo acabei por comprar uma revista que com tantas paragens pelo meio dá perfeitamente para ir folheando durante uma semana ou mais.
Os livros ficam reservados para as leituras de fim de tarde.
A praia está boa, mas a água do mar continua com uns míseros dezoito graus. Geladinha para o meu gosto.

sexta-feira, 6 de julho de 2018

VISITAS


Há dias tive a agradável surpresa de receber a visita de uma prima acompanhada pela filha e neto. Vivemos anos seguidos praticamente sem sabermos uma da outra apesar de sermos primas irmãs. Vidas e rumos diferentes. Há anos encontrei-a através do facebook. Retomamos o contacto, falamos imensas vezes por mensagem ou telefone e a última vez que fui ao Funchal estivemos juntas. Desta vez foi ela que veio ter comigo. Teve a generosidade de reservar um dia das suas férias para o passar comigo. Foi um dia muito bem passado. Enquanto mãe e filho passaram a manhã na praia nós passeamos pela zona. Ela aproveitou e ainda fez uma comprinhas. Depois foi a vez de almoçarmos todos juntos e irmos passear até Vilamoura. Gosto sempre destes dias passados em família. Falamos de tanta coisa. Tanta coisa a recordar. 

segunda-feira, 2 de julho de 2018

UM VERÃO MUITO ATÍPICO

Não é que esteja frio mas também não está calor, pelo menos aquele calor que o sul nos habituou.
Diria que esta temperatura é própria do mês de Maio.
A minha casa no Verão é bastante quente e por agora ao final da tarde , anoitecer,  lá vou buscar um casaquinho para tapar as costas.
Continua aquele ventinho chato e raras foram as vezes em que nos finais de tarde aproveitei a minha varanda.
Sei que para o Norte está bem pior. Nada a fazer. Nem lá nem cá. Apenas aguardar.

segunda-feira, 25 de junho de 2018

FIM DE SEMANA

Família, praia, sol e banhos de mar.
Conversas, esplanada, tapas e sangria.
Foi um bom fim de semana. Estava a precisar muito da minha família e o meu coração agradece.