sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

QUANDO A CABEÇA NÃO PENSA

Sempre ouvi, quando a cabeça não pensa bem, mais
tarde o corpinho é que paga. Nada  mais certo.
Ora, quando eu acabei o liceu se tivesse feito como
algumas das minhas colegas que foram para o Magis-
tério Primário, ou tivesse tentado arranjar trabalho
numa Entidade Bancária ( na altura era fácil) hoje já
estaria de "rabinho sentado" a gozar uma reforma, não
digo milionária, mas suficiente para uma vida confortá-
vel (sem luxos) e com uma ou outra viagem pelo meio.
Mas não,  aqui a tonta resolveu ir para Turismo. Ah Turis-
mo é tão giro e divertido e tudo e tudo.
Era giro e tudo e tudo. Agora aguenta. E trabalha. Que
para estes lados o raio da Reforma ainda vem longe.
Ai se tivesses pensado com essa cabecinha. Hoje também
já estarias no descanso merecido.

3 comentários:

MARIINHA disse...

Mas deixa lá, agora as reformas, para professoras e bancárias, já não é o que era há uns anos atrás. Conheço pessoas que foram para a pré reforma, com quarenta e tal anos. Mas isto agora fia mais fino. Fala-se até que a idade de reforma vai para os 67 anos. É trabalhar até cair.
Bom fim de semana

Montana disse...

67 anos? Ai que me dá um "fanico".

AVOGI disse...

credo! 67? meu deus
que horror
kis :=(