domingo, 17 de outubro de 2010

DO FOLGA

Os dias de folgam passam num abrir e fechar de
olhos.
Sim que me levantei tarde, andei na preguiça pela
casa e não aproveitei a manhã. Isso é certo. Mas
para mim tomar o pequeno almoço ás 10h da manhã
também é um luxo só possivel em alguns dias de folga.
Depois foi o meu passeio já tardio ao longo da praia o
aproveitar o sol e o bom tempo deste Outono e o re-
gresso a casa para fazer o almoço também mais que
tardio. E que almoço, simples mas soube-me pela
vida. Açorda, mas uma mistura de açorda alentejana/
madeirense, ou seja eu gosto daquela açorda que se
comia no Poiso/Madeira aquela que a malta estava no
Funchal e lembrava-se de ir ao Poiso comer uma açorda
que tanto podia ser ao almoço, ou ao jantar ou depois de
uma noite de farra (não sei se essa tasquinha ainda existe)
o marido gosta da açorda alentejana com bacalhau, então
faz-se uma mistura das duas , para mim só os ovos, ele
o bacalhau e os ovos também. E estava para além de boa.
E depois disto tudo olho lá para fora e já está a escurecer.
Daqui a pouco é noite, amanhã dia de trabalho outravez.
E não fiz nada e o dia passou a correr.

4 comentários:

MARIINHA disse...

Não fizeste nada? Fizeste pois. Só o estar mais descansada, o tomar as refeições com mais calma, o dormir de manhã mais um pouco. Passear pela praia. Isso são coisas boas, que só nos fazem bem. E certamente te preparam para uma melhor semana. Bjs

Montana disse...

Claro que são coisas boas e que eu gosto muito, mas o dia podia render um pouquinho mais para mais umas coisinhas agradáveis.

Laura disse...

Olaré, as folgas são para isso mesmo, para não fazer nada, descansar, andar na praia, dormir até mais tarde, ora pois, fez a menina muito bem e mal possa, repita de novo, estica a pele e levanta tudo o que anda a começar a caír...com a idade...

beijinho da laura

AVOGI disse...

a tasca passou a restaurante fino e caro. kis :)